“Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.”  João 4:24

 

A ira dos ignorantes contra os espiritualistas, estes que, do fundo do seu coração, pretendem também encontrar a Deus, é assustadora.

Tempos sombrios de intolerância, a intolerância impiedosa dos materialistas. Dos religiosos materialistas, digamos, dos muitos negociadores da fé e da barganha com Deus.

Perfeitos fossem, todos esses que se dizem religiosos, não haveria  no mundo, o que consideram oposição ou  perseguição, seja da esquerda, comunismo, laicismo…

O espírito imundo, está tão presente nas religiões quanto nas instituições do mundo.

Por isso mesmo Jesus afirmou:

 

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 7:21

“Digo-lhes a verdade: Os publicanos e as prostitutas estão entrando antes de vocês no Reino de Deus.” Mateus 21:31

 

Sim, é um pouco estranho e constrangedor, para religiosos, ter de escutar sermão dos que eles consideram pagãos, aqui, como nós.

Cristianismo, esse, que cumpriu uma missão importante na história da humanidade, que os antigos templos pagãos não conseguiram: despertar o sentimento místico completo.

Já que pagãos, eram bem mais tipos filosóficos e racionais.

Estavam carentes de misticismo.

E para isto o cristianismo veio como que abastecer a humanidade completamente.

Não que o paganismo estivesse ausente de sentimentos místicos, mas a natureza mais profunda mística, essa era pouco usual.

Ritos e filosofia, moral e ética, nunca faltaram no “paganismo” tanto que até hoje, as melhores obras de ética e moral, são dos filósofos “pagãos” como Sócrates, Aristóteles, Platão…

E, complementar a esse sentimento místico, temos outro, que é o sentimento piedoso.

Certamente, é a segunda característica do cristianismo em nossa comparação. Piedade.

Fica impróprio falar aqui, das maldades e perversões dos supostos seguidores e líderes cristãos, essas, certamente, são contrárias as palavras de Jesus.

 

Apontamos para o tempo futuro onde, que já ocorreu, inclusive, onde tradições antigas se unem aos aspectos místicos cristãos.

Não foram poucos os adeptos místicos: Saint Martin, Mestre Eckhart…

Aspectos espiritualistas também inundam pastores e padres: eles não conseguem fugir da verdade…

Espiritualistas que amorteceram ou abdicaram de suas crenças: apenas procuraram o meio mais fácil de não encontrar consigo mesmos…

Retardando seu auto encontro.

E terão um dia de retornar onde estacionaram.

A lei de evolução não é suave com acomodados.

 

Que sigamos o caminho hoje, para que no futuro nossos entendimentos não sejam causa de remorso.

A Verdade, sendo essência do que é, não é difícil de encontrar: ela está em nós, e nós estamos nela

Palavras de Jean Paul Sartre, um filósofo materialista, mas que compreendeu alguma coisa.

O que o ignorante supõe que sabe, respondemos:

Só sei que nada sei” – Sócrates.